Roupas de Margaret Thatcher chegam ao museu

Margaret Thatcher morreu em 2013, aos 87 anos

Os visuais elegantes que definiram Margaret Thatcher durante o seu mandato como primeira-ministra do Reino Unido, entre 1979 e 1990, vão voltar a dar nas vistas. O museu de moda Victoria and Albert, em Londres, colocará em exposição, a partir de dezembro, seis fatos e um chapéu da antiga líder do Partido Conservador, cedidos pelos seus filhos, Mark e Carol, e pelos netos, Michael e Amanda.

“Thatcher usava o guarda-roupa para refletir o seu papel enquanto mulher de Estado”, explicou o museu, em comunicado. No livro de memórias que publicou em 1993, ‘The Downing Street Years’, Margaret reforçava essa mesma ideia. “Comecei a interessar-me muito por moda, como muitas mulheres fazem. Era muito importante que a impressão que eu desse fosse adequada à ocasião política”, explicou.

“A exposição é um registo do guarda-roupa de trabalho de uma das mulheres com mais influência e poder do século XX, e será uma importante ampliação à coleção de moda do museu”, frisaram ainda os responsáveis da exposição.

Entre as peças selecionadas, destacam-se o fato azul que Thatcher usou num dia de ida às urnas em 1987, quando venceu as suas terceiras eleições gerais, e que voltou a utilizar no discurso que deu na conferência do Partido Conservador, alguns meses depois.

Sobressai ainda um chapéu preto de seda com penas, desenhado por Deida Acero, que a antiga primeira-ministra usou no funeral do seu marido, em 2003, e também no do presidente norte-americano Ronald Reagan, no ano seguinte.

A imprensa britânica tem notado, porém, que está um objeto essencial em falta nesta coleção: uma mala de Thatcher, que era talvez o elemento mais distintivo do seu visual. O museu V&A já explicou, no entanto, que está ainda a tentar colmatar essa falha.

A novidade chega depois de, em novembro de 2015, o museu londrino ter sido acusado de não querer comprar objetos pessoas de Thatcher para colocar em exposição. O presidente da instituição, Nicholas Coleridge, esclareceu depois que nunca chegou a receber uma oferta formal dos filhos da política britânica para esse efeito.

Recorde-se que Margaret Thatcher morreu a 8 de abril de 2013, aos 87 anos, na sequência de um acidente vascular cerebral (AVC).

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Viúva de Robin Williams escreve carta comovente