Salvador Sobral recebido em Portugal como um herói nacional

Milhares de pessoas fizeram questão de ir até ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, este domingo à tarde para receber o vencedor do Festival Eurovisão da Canção. Um verdadeiro “herói nacional”, como muitos já lhe chamaram, título que Salvador Sobral recusa. “Isso é para o Ronaldo”, disse, entre risos, na primeira conferência de imprensa que deu, assim que aterrou em solo luso.

O intérprete de “Amar pelos Dois”, que saiu vitoriosa no certame realizado no sábado à noite em Kiev, na Ucrânia, voltou a manifestar a sua preocupação com a música. Se ter passado por esta experiência “ajudar” e for “um bom passo para a música portuguesa”, ou mesmo uma “mudança” para a Eurovisão, “isso “já é bom”, garantiu.

Sem saber como “lidar” com o mediatismo e com a euforia que se criou à sua volta, refere prefere manter os pés assentes na Terra e continuar “a fazer música, a ser feliz a tocar por aí”. “Espero conseguir continuar a fazer as coisas com tranquilidade. Mas se calhar vou ter começar a cobrar mais um bocadinho [nos concertos]”, brincou.

“Tenho noção que ao início pode haver um grau de loucura, mas sei que estas coisas são efémeras e que daqui a dois ou três meses ninguém se lembra, e ainda bem. (…) Fotografias e telemóveis deixam-me triste, e invadem o meu espaço”.

Salvador Sobral venceu o concurso com a votação máxima do júri e do público: um total de 758 pontos.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

‘Friends’ da atualidade “seria u…