Subir

Cláudia Vieira: “A Maria tem dois meses inteiros de férias e eu tenho de gerir muito bem esses 60 dias”

Todos os anos a história repete-se. É que Cláudia Vieira pode estar a trabalhar durante o verão e quem mais sofre com isso é a filha Maria. Este ano foi inevitável, mas a atriz sabe perfeitamente como contornar a situação. Há estratégias que não falham!

Digamos que vou conseguir ter umas fugas de vez em quando. A Maria tem dois meses inteiros de férias e eu tenho de gerir muito bem esses 60 dias para que ela não sinta tanto a minha ausência”, confessa a estrela da SIC ao Delas.pt.

Cláudia Vieira já está a gravar O Regresso, a próxima telenovela da SIC que deverá estrear em setembro. E depois de ter estado na África do Sul com o elenco, eis que os décors passam para o Algarve. Felizmente! “Todas as semanas fazemos uma viagem de dois ou três dias até ao sul do país, que nesta altura de verão até sabe muito bem. Mas desde sempre, a Maria foi habituada a estar com muita gente da família, desde os avós aos primos e tios. O ‘ir recambiada’ para os avós sabe-lhe pela vida, mas tenho consciência de que não há nada que a minha filha goste mais do que estar comigo. E é por isso que eu muitas vezes a levo comigo para o trabalho. Ela adora aquele ambiente e assim tenho-a por perto”, garante.

Maria, de sete anos, fruto da antiga relação de Cláudia Vieira com o ator Pedro Teixeira, passou para a segunda classe. Diz a mãe que ela é “uma miúda muito pespineta, cheia de certezas e vontades. É uma grande misturada dos pais que tem.” O ex-casal gere “muito bem” a guarda partilhada. E, apesar das agendas preenchidas, conseguem arranjar um equilíbrio para que a filha não saia prejudicada.

“Se eu tiver uma semana muito intensa, a verdade é que no fim de semana só existimos eu e ela. Não posso de todo aceitar trabalhos extras. É de manhã à noite com ela e a vida social fica para quando for possível. A chegada da Maria mudou completamente o meu dia-a-dia. Nem sempre fui assim tão certa a coordenar a minha vida. A Maria é maior das prioridades. Hoje em dia ela está completamente habituada à nossa vida profissional, porque cresceu neste ambiente, em que a ausência da mãe três ou quatro dias é comum. Quando ela diz: ‘Mãe não quero estar sem ti’, claro que incomoda. É inevitável, mas como sei que depois a compenso acaba por não doer tanto.”

Cláudia Vieira e Pedro Teixeira separaram-se em 2014 após 10 anos de relação. Atualmente, a atriz vive um romance discreto com o empresário João Alves que conta já com quase dois anos de namoro.

AR