Subir

‘Sex tapes’ de Madonna reveladas em novo documentário

Antes de se tornar uma estrela pop à escala mundial, Madonna viveu um breve romance com o músico nova-iorquino Dan Gilroy. 37 anos depois, este ex volta a ser motivo de notícia, já que acaba de entregar um conjunto de sex tapes, cartas e fotografias íntimas da cantora de 57 anos ao realizador de um novo documentário, avança o ‘The New York Post’.

‘Emmy and the Breakfast Club’ será um retrato “íntimo” da vida de Madonna entre 1979 e 1982, incluindo reconstituições de vários momentos e entrevistas inéditas. A intérprete de ‘Like a Virgin’ namorou com Gilroy – líder da efémera banda Breakfast Club – durante 18 meses em 1979, chegando a viver com ele numa sinagoga abandonada no bairro de Queens, em Nova Iorque, EUA.

Madonna em 1979 | Twitter

Madonna em 1979 | Twitter

O realizador Guy Guido, encarregue do documentário, contou ao jornal norte-americano que tem na sua posse “ternas declarações de amor que ela deixava para o Dan”, mas também “poéticas cartas nas quais exprimia os seus sentimentos por ele e os desafios da relação”.

O responsável recebeu ainda uma gravação de 20 minutos, que mostra Dan e Madonna “a divertirem-se um com o outro, a falarem na cama e a entraram numa pequena discussão filosófica sobre a vida”.

Guido explica ainda que a decisão de divulgar todo este material não foi tomada de ânimo leve. “Há muitas coisas íntimas, mas estão prontas para serem partilhadas. Especialmente por parte do Dan, que se tem agarrado a isto há muito tempo”, frisou.

O documentário vai ainda retratar a ascensão de Madonna na indústria musical, nos anos que se seguiram. A fase de produção está prevista terminar em janeiro de 2017.

Carolina Morais / Fotografia: Reuters