Tradição e inovação no primeiro concurso do Panda

Apresentação do novo concurso infantil do Canal Panda - Código Panda

É o primeiro concurso do canal temático infantil e promete aliar tradição e inovação. Chama-se ‘Código Panda’ e marca ainda o regresso de Cláudia Semedo ao canal. Desta vez, e depois de interpretar a veterinária Marta na série ‘Panda e os Amigos’, a comunicadora desempenha o papel de anfitriã do formato produzido pela SP Entertainment. A estreia está agendada para a próxima segunda-feira, às 19.30.

“Este é um concurso interessante na medida em que não só puxa pelas aptidões físicas e mentais das crianças como também as une aos pais nesta brincadeira. A ideia é mesmo essa, que pais e filhos possam estar juntos neste momento de entretenimento em que também se aprendem coisas novas”, destacou a apresentadora ao Delas.pt, durante a apresentação do programa no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, explicando que os vários desafios do concurso são disputados por duas equipas compostas por um pai/mãe e duas crianças. Ganha quem trabalhar mais eficazmente em equipa.

‘Código Panda’ está dividido em três fases. A primeira é constituída por um quiz, no qual os concorrentes devem responder acertadamente às perguntas perante três respostas possíveis. Numa segunda etapa, têm de mostrar a sua aptidão física e superar provas que apelam ao espírito de equipa – a caça ao tesouro é uma delas. A equipa vencedora é a única a jogar a terceira e última fase. Para isso, dispõe de um tablet com tecnologia de realidade aumentada e é em torno desta que o desafio se processa. Se superar a prova, a equipa leva para casa o prémio final.

Isabel Mimoso, diretora do canal, considera que esta tecnologia é o elemento diferenciador do formato. “A nossa aposta num concurso infantil é por pensarmos que é uma proposta diferente. Contrariamente aos concursos tradicionais, neste formato temos um twist diferente e inovador que é a componente tecnológica, conteúdos distintos dos que habitualmente são propostos pela nossa estação”, realçou.

Os espectadores podem também participar neste jogo interativo a partir de casa, descarregando a aplicação disponível gratuitamente no site do canal.Para se distinguir dos outros canais infantis, a responsável considera ainda que a produção nacional é “extremamente importante” e que “faz parte da identidade” do Panda.

Por sua vez, Piet-Hein Bakker, CEO da SP Entertainment, destaca os meios necessários à preparação deste tipo de formato destinado ao público infantil. “Aplicamos todos os métodos de fazer um programa para uma televisão generalista, só que numa versão mais reduzida. Em termos técnicos, gráficos e de cenário aplica-se a mesma lógica. Já em termos de conteúdo é necessário simplificar as perguntas o mais possível. As provas têm de ser muito claras e muito bem explicadas. Por isso todas elas tiveram de ser testadas e foram feitos ajustes de acordo com esses testes”, explicou.

Bakker considera que, através do concurso, os adultos podem também aprender com os mais novos: “É engraçado constatar que a utilização da tecnologia é muito intuitiva para as crianças e não é nada intuitiva para os adultos, ou seja, nós estamos a aprender com eles”, referiu.

Ao produzir ‘Código Panda’, Piet-Hein Bakker espera levar o produto de criação original para outros países. “No próximo mês vamos estar em Cannes, no MIPCOM [feira de conteúdos televisivos], a tentar comercializar internacionalmente este formato. Não existe nada deste género. Há muitos conteúdos infantis, mas todos eles na animação e quase nada em termos de concursos. Por isso, ‘Código Panda’ é, de certa forma, uma novidade”, concluiu.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

‘Doutora no Hospital dos Brinquedos’ r…