Subir

Um monitor com aura que enche a sala de luz

Um monitor com aura que enche a sala de luz

Instalei o monitor Philips Moda na redação e tudo parou. De repente, tínhamos uma peça de design – que também é monitor – ligada ao meu computador. O Moda é branco, de 27 polegadas (68,6 cm) e tem uma base iluminada (graças à tecnologia Ambiglow Plus), que, em sincronia, se adapta às cores e luminosidade do ecrã. Tem um processador rápido que faz com que o movimentos de luz extravasam para fora do ecrã. Como se tivesse auréola. É isso: o monitor tem uma auréola que muda de cor e intensidade consoante as imagens que passa.

Se preferir, o utilizador pode ajustar manualmente o funcionamento da base, com o monitor ligado ou desligado, proporcionando um ambiente iluminado mais agradável em casa ou no escritório – “um azul energético durante o dia, um brilho suave à tarde ou um espírito de magia à noite”, de acordo com a marca.

Isto já impressiona, mas a verdade é que a qualidade de imagem mantém as expectativas ao mais alto nível – ainda que tenha uma resolução Full HD (1920×1080) e não 4K. O desenho 360º do ecrã permite uma visualização a partir de qualquer ângulo e, com uma moldura a toda a volta de apenas 3,5 mm de espessura (em vez dos tradicionais 5 mm), perde-se um fator de distração.

Já a tecnologia Flicker-Free previne as oscilações rápidas da retroiluminação e protege os olhos da fadiga, irritação e tensão – ideal para quem passa horas a trabalhar ou a jogar. Outras duas tecnologia de conforto e qualidade são a SmartContrat, que ajusta automaticamente as cores e a intensidade da retroiluminação para melhorar o contraste de imagem e vídeos, e a SmartImage, que analisa o que os utilizadores estão a ver e oferece um menu de opções para selecionar os modos específicos para cada aplicação.

O Philips Moda 275C5QHG tem um preço de 389 euros.

B.C.M.