Uma das 19 primeiras deputadas finlandesas e do mundo

Hilja Parssinen foi uma das 19 mulheres eleitas para o Parlamento finlandês em 1907 e automaticamente uma das 19 primeiras deputadas do mundo. Nascida em 1876 em Halsua, filha de um pastor protestante, estudou para professora primária e fez-se militante do Partido Social Democrata. Na época a Finlândia era um Grão-Ducado do Império Russo que gozava de vasta autonomia, com os czares a usarem-no como laboratório político.

Em 1906 a Finlândia reconheceu o direito de voto às mulheres, o que já acontecia na Nova Zelândia e na Austrália, dois territórios do Império Britânico. Mas as finlandesas além de poderem eleger também podiam ser eleitas e por isso as 19 deputadas que emergiram das legislativas de 1907 se tornaram pioneiras a nível mundial. Pertenciam a vários partidos, mas o maior grupo (nove) vinha do Partido Social Democrata. Hilja foi uma delas e no Parlamento de Helsínquia batalhou por melhorar as condições de vida dos mais desfavorecidos.

Após a declaração de independência em 1917, a Finlândia teve uma guerra civil. Hilja combateu do lado dos comunistas e perdeu, refugiando-se na Rússia bolchevique. Regressou à Finlândia em 1919 e passou vários anos na prisão. Quando saiu em liberdade, voltou a ser professora, agora no liceu. Eleita de novo deputada, assim permaneceu até morrer em 1935.

 

Imagem de destaque: DR

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Mia Rose: “Não dei muita atenção ao casam…