Vem aí a Uber só para mulheres

Vem aí um Uber só para mulheres

Uber só para mulheres? Mais ou menos. Na verdade, chama-se Chariot for Woman e é uma app que liga os clientes a um serviço de transporte – tal como a Uber – só que restringe tanto a utilização como a condução a mulheres (ou transexuais mulheres). Do sexo masculino, só crianças até aos 13 anos é que poderão ser trasnportadas. Estreia dia 19 na cidade norte-americana de Boston, com a promessa de se estender a outras no país.


Veja também o artigo Carruagens de comboio só para mulheres. O que é que disse?


O serviço Chariot for Woman assenta no pressuposto de diminuir a violência contra as mulheres e criar alternativas para que elas se sintam mais seguras – o mesmo argumento que levou à criação de carruagens só para mulheres na Alemanha. Ao solicitar um carro é gerado um código pela app que é depois enviado para a cliente parae a motorista, para que ambas saibam que estão na presença da pessoa certa.

O serviço foi criado pelo casal Kelly e Michael Pelletz, que já foi motorista da Uber. Ao site ABC News, ele explicou: “Optámos por este modelo de negócio porque existe uma enorme desigualdade no que toca à segurança. As mulheres de todo o mundo são perseguidas e agredidas por condutores do sexo masculino. Nos meus oito meses enquanto motorista da Uber, nunca ouvi reclamações de passageiros homens.”

Michael desafia outras empresas de transporte de passageiros a “seguirem o modelo” da Chariot for Women. “Deem mais importância à segurança (das mulheres), que por enquanto não existe.”

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Hugo Nóbrega: “Não gosto de defraudar o p…