Quer vestir-se como Ivanka Trump?

Trump

Pode não gostar de Trump ou não concordar com as ideias defendidas pelo empresário tornado político. Mas isso também pode não a impedir de apreciar o estilo da sua filha Ivanka que tem uma linha de roupa e mais uma vez deu nas vistas, na convenção republicana, ao fazer um muito aplaudido discurso e também por ter usado este vestido rosa-pastel.

Ivanka
Ivanka usou vestido da sua linha de pronto-a-vestir na convenção do Partido Republicano

O modelo é similar a uma das peças da linha de pronto-a-vestir criada por Ivanka e que está disponível para venda, nos Estados Unidos, em duas das maiores cadeias de venda a retalho do país, a Nordstrom e a Macy’s… e claro, na Internet. O vestido usado pela empresária de 34 anos custa 138 euros e esgotou poucas horas depois de Ivanka ter partilhado um tweet sobre a referida peça.

Mas há mais peças para escolher entre as criações de pronto-a-vestir de Ivanka. A empresária e mãe de três filhos, que outrora foi manequim (e é amiga de Paris Hilton) criou uma linha de vestuário para a “mulher trabalhadora”. As peças, maioritariamente vestidos e sapatos, têm preços que variam entre os 50 e os 330 euros.

Ivanka e o pai têm, há vários anos, o seu nome associado a coleções de roupa. E quer a empresária quer Donald Trump já foram, em várias ocasiões, atacados pela falta de ética ambiental associada ao fabrico das peças. Em fevereiro passado, a associação de defesa dos direitos dos animais PETA teceram duras críticas a Ivanka por recorrer a pelo de coelho vindo da China num dos acessórios da sua linha.

Dois meses depois, era a autoridade de defesa dos direitos do consumidor dos Estados Unidos que alertava para o facto dos cachecóis com as iniciais da empresária serem feitos num material altamente inflamável e não cumprirem os requisitos de segurança necessários para a sua comercialização.

E, já que estamos em maré de polémicas, em abril passado, uma investigação levada a cabo por Robert Lawrence, professor na conceituada Universidade de Harvard, revelava que o fabrico das roupas assinadas pela família Trump era feito maioritariamente na China e no Bangladesh.

Ivanka foi também acusada, em duas ocasiões diferentes, de plagiar criações de outras marcas. O caso mais recente? Umas sandálias com franjas, originalmente lançadas pela marca de calçado Aquazzura. No Instagram, os responsáveis da empresa italiana, denunciaram a cópia. “Um dos aspetos mais perturbadores da indústria da moda é quando alguém rouba de forma descarada uma das nossas criações patenteadas sem querer saber. Esperávamos mais, Devias ter vergonha, Ivanka Trump! A imitação NÃO é uma forma sincera de elogio”.

Tal como em todas as outras polémicas, Ivanka não se pronunciou. Porque o silêncio é a alma do negócio.

 

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

‘Wonder Woman’ ganha vida no primeiro …