Subir

Príncipe Harry: “Não tenho assim tantas memórias da minha mãe”

“Tudo o que quero é deixar a minha mãe incrivelmente orgulhosa”, afirmou Harry, acrescentando: “Isso é tudo o que sempre quis”, prosseguiu o filho mais novo da princesa Diana, que morreu em Paris, em agosto de 1997, vítima de um acidente de viação. O príncipe tinha então 12 anos.

Numa entrevista à revista ‘People’, Harry, quinto na linha de sucessão ao trono britânico – atrás do pai Carlos, do irmão William, e dos sobrinhos (George e Charlotte) -, recordou Diana de Gales e a forma como a mãe ainda hoje o inspira. Ainda assim, confessou não ter muitas recordações. “Não tenho assim tantas memórias da minha mãe”, desabafou. “Sei que tenho muito dela dentro de mim. Faço muitas coisas que provavelmente ela também faria”, prosseguiu, negando, no entanto, que o trabalho de solidariedade que desenvolve seja a pensar no que a mãe gostaria que fizesse.

 

O príncipe Harry ao colo de Diana de Gales numa imagem de 1988

O príncipe Harry ao colo de Diana de Gales numa imagem de 1988

À mesma publicação, Harry falou ainda sobre a morte daquela que era conhecida como a Princesa do Povo. “Ficou um grande vazio, não só para nós, mas também para muitas pessoas em todo o mundo”, disse. “Se eu tentar preenchê-lo um pouco, então a minha missão fica cumprida”.

 

Ivo Geraldes