Subir

Braço-direito de Hillary Clinton separada após escândalo sexual

Huma

Huma Abedin, braço-direito de Hillary Clinton e a vice-presidente da sua campanha às presidenciais norte-americanas, anunciou que está separada, na sequência de um artigo publicado pelo ‘New York Post’ que revelou mensagens comprometedoras do seu ainda marido, Anthony Weiner, no Twitter.

A assessora de 40 anos, que se casou em 2010 com Weiner, e de quem tem um filho, Jordan, de quatro, tomou a decisão de se separar esta segunda-feira, quando comunicou a sua decisão. Um dia antes, no domingo, o jornal norte-americano publicou uma imagem – que Anthony alegadamente terá enviado a uma mulher com quem trocava mensagens e imagens naquela rede social -, do marido de Abedin de cuecas, ao lado do filho.

O acontecimento fez com que Abedin tomasse a decisão de se separar. “Depois de uma longa e dolorosa reflexão e esforço no meu casamento, tomei a decisão de me separar do meu marido. Anthony e eu permanecemos devotados a fazer o que é melhor para o nosso filho, a luz das nossas vidas. Peço, durante este momento difícil, que respeitem a nossa privacidade” escreveu Abedin num comunicado.

Um caso que não teve agora, contudo, o seu primeiro episódio. Em 2011, Weiner viu-se obrigado a demitir-se do cargo de deputado depois de publicar, por engano, uma fotografia semelhante à que o ‘New York Post’ publicou dia 28, numa rede social, em vez de enviar a uma mulher com quem se relacionava online.

REUTERS/Jim Young

REUTERS/Jim Young

Abedin trabalha com Hillary Clinton desde 1996, quando tinha 19 anos e começou um estágio no gabinete da então primeira-dama. Desde então é assessora da mulher de Bill Clinton e tornou-se numa “segunda filha”, segundo Hillary.

Sendo uma muçulmana praticante, casada com um judeu e filha de pai indiano e mãe paquistanesa, torna-se num alvo para a oposição republicana que a vê como uma espiã saudita com laços à Irmandade Muçulmana, um grupo político egípcio.

Em 2007, numa entrevista à revista norte-americana ‘Vogue’, Hillary mostrou-se encantada com a assessora. “Huma Abedin tem a energia de uma mulher de 20 anos, a confiança de uma mulher de 30, a experiência de uma mulher de 40 e a graça de uma mulher de 50.”

Por: Nuno Cardoso // Fotografia: Reuters