Academia dos Óscares reage ao MeToo: 49% dos novos membros são mulheres

Fotografia: REUTERS/Danny Moloshok

Academia de Hollywood convida para seus membros número recorde de mulheres e de não brancos

A atriz francesa Léa Seydoux, a argelina Sofia Boutella, a britânica Daisy Ridley (a Rey de Star Wars) ou a alemã Diane Kruger fazem parte de um número recorde de mulheres que vai entrar na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

A instituição que entrega os Óscares havia prometido diversificar a origem dos seus membros. Agora, ao anunciar a entrada de 928 novos membros, informou que são provenientes de 59 países e que 49% são do sexo feminino, o que faz subir a presença feminina de 25% para 31% no espaço de três anos.

Leia mais em DN.PT