Anda a pensar abrir uma start-up? Esta notícia é para si

Mulher empresária (Fotografia: Nikodash/Shutterstock)

Como começar uma empresa tecnológica, que caminho escolher na hora de fundar ou de juntar-se a uma start-up ou ainda qual a melhor forma de fazer crescer a companhia que tem em mãos são dúvidas que a Europe’s Female Founders (EFF) promete deslindar nesta segunda-feira, 25 de setembro, em Lisboa.

A Europa precisa de mais mulheres na tecnologia”, vinca a organização deste evento – que tem feito várias conferências em várias cidades europeias – que pretende trazer histórias de vida de empresárias de sucesso a Portugal.

“Elas vão explicar como começaram, o que correu bem, o que as surpreendeu e o que aconteceu quando as companhias cresceram”, informa a entidade no site. Por aqui, diz a EFF, vão conhecer-se os melhores conselhos práticos, mas também quais as metodologias mais eficazes para criar e fazer crescer uma empresa de tecnologia, liderada por mulheres.

A participação é gratuita, bastando, para tal, fazer a inscrição aqui. No entanto, o número de entradas é limitado. A conferência vai ter lugar nos escritórios da Farfetch, situados na baixa da capital, na Rua do Instituto Industrial.


Saiba o que é a Farfetch e conheça o português que a fundou

Esta empresa tecnológica anda à procura de ideias


Entre os oradores deste evento, marcado a partir das 18:30 horas, estão a co-fundadora da Blippar, uma empresa londrina de realidade aumentada, Jessica Butcher, a portuguesa Cristina Fonseca, co-fundadora da Talkdesk, startup de software e que colocou esta empresária e o sócio Tiago Paiva na lista da revista Forbes das 30 pessoas mais influentes da tecnologia do mundo com menos de 30 anos.

O investidor Mark Tluszcz, que é também presidente da WIX e diretor-geral da Mangrove Capital Partners, irá abordar o tema da Igualdade de Género, sob o título “funciona e sabemos disso por experiência”. A abertura desta sessão de troca de ideias, experiências e debate estará a cargo de Yannick Oswald, também membro da Mangrove Capital Partners.

Imagem de destaque: Shutterstock