Subir

Apple introduz iPhone 8, 8 Plus e X

Na Apple o Natal chega bem mais cedo. Setembro é o mês em que todos os anos a marca introduzem um novo produto e este não passou despercebido. 10 anos depois do primeiro iPhone, terça-feira na Califórnia no novo anfiteatro ‘Steve Jobs’ (nome dado em homenagem ao criador da marca), foi onde milhares de pessoas esperavam pela revelação do novo iPhone. Enquanto uns se sentavam a ver ao vivo, outras centenas a volta do mundo estavam online a ver em tempo real o grande evento.

O primeiro iPhone foi lançado em 2007 e mudou o mundo. Mais do que uma marca, apresentou-nos um novo lifestyle. Desde a perspetiva da tecnologia ao dia-a-dia, os hábitos foram mudando, e hoje, é impensável voltar atrás às teclas.

Steve Jobs também esteve presente, com a sua voz a percorrer no fundo, ainda com as luzes do espaço apagadas. Na gravação falou sobre fazer a diferença, ‘uma das maneiras de mostrar a nossa apreciação pela humanidade é fazer algo incrível e partilhá-lo. Às vezes nem chegamos a conhecer as pessoas ou a falar com elas, mas pelo ato de criar algo distinto há uma grande demonstração de afeto transmitida. Temos de ser fiéis a nós próprios e de lembrar o que é realmente importante, isto é o que fará da Apple a Apple se continuarmos a fazer o mesmo’. O momento introduziu o evento de maneira emocionante e surpreendente.

Tim Cook, diretor executivo da Apple, apresentou os novos produtos. Como esperado, o primeiro foi o iPhone 8 e iPhone 8 Plus. Fisicamente parecidos com o anterior, diferem no material que agora é feito de vidro resistente dos dois lados e um contorno de alumínio. O preço do iPhone 8 está em linha com os anteriores (€800). As melhorias incluem o novo ecrã de retina HD, o ajuste de cores automático, o processador e a câmara que se torna cada vez mais profissional.

Imagem: Reuters

O carregamento sem fios também foi destaque no evento onde apresentaram mais uma vez a base onde ao pousar o telemóvel carrega facilmente, ‘um carregamento sem fios para um mundo sem fios’ é o que mencionam no site oficial.

Mas a verdadeira novidade veio depois. iPhone X é o primeiro que difere visualmente. Sem botão inicial, tem o ecrã do topo até a baixo. Elegante, clássico e inovador é uma porta para o futuro; reconhece o toque, a voz e até o seu olhar.

Imagem: Reuters

O preço começa aos €1179, um preço pouco acessível para a maioria, sendo equivalente a dois ordenados mínimos em Portugal. Mas o quê que leva a ter este preço? A impressão digital ficou para atrás, agora existe o Face ID, o reconhecimento facial, uma adição revolucionária, ‘agora o seu rosto é a sua palavra-passe’. Ao captar a imagem e reconhecer o padrão de pontos, só os rostos guardados conseguem acesso, o que requer uma tecnologia avançada. Programado para não aceitar nem fotografias é uma nova forma de segurança. A tecnologia introduzida é inteligente ao ponto de reconhecer o seu olhar. Ao receber notificações com o telemóvel bloqueado, se tiver a olhar o ecrã, mantêm-se ligado, e ao olhar para o telemóvel quando toca o alarme, baixa o volume.

A câmara com funções e características profissionais também reflete no preço tendo em conta que uma câmara de boa qualidade é um grande investimento.

Apesar de todas as características também está induzido o preço da própria marca que por si só tem um valor superior a competição. Mas valerá a pena investir €1000 num telemóvel de vidro, quando para o ano haverá um novo pelo qual quererá trocar? Sem contar que os acessórios são vendidos separadamente e na mesma linha de preços. O custo final é realmente elevado mas a verdade é que voam das montras todos os anos.

Imagem: Reuters

O iPhone 8 estará disponível para reserva a partir de dia 15 de setembro e dia 22 à venda enquanto o iPhone X estará disponível para reserva a partir de dia 27 de outubro e à venda dia 3 de novembro.

Andreia Lukeny Silva