Subir

Arábia Saudita abre primeiro salão automóvel para mulheres

Uma sociedade privada saudita abriu esta sexta-feira, 12 de janeiro, em Jeddah, oeste do país, o primeiro salão automóvel para as mulheres, que serão autorizadas a conduzir no reino a partir de junho.

O salão, situado num centro comercial e onde o pessoal é constituído exclusivamente por mulheres, deverá permitir às sauditas escolher um veículo antes de irem para a estrada daqui a cinco meses, bem como encontrar soluções de financiamento, com bancos ou sociedades financeiras, para comprar um veículo.

A empresa organizadora prevê estender o conceito a outras cidades sauditas.

Na Arábia Saudita, um reino ultraconservador regido por uma versão rigorosa da lei islâmica, as mulheres são alvo de severas restrições, nomeadamente de vestuário, e tuteladas por um homem da família para estudar ou viajar.

Contudo, nos últimos dois anos o país anunciou uma série de medidas para aliviar os constrangimentos das mulheres e dos jovens. Estas medidas incluem a autorização para as mulheres conduzirem veículos a partir de junho e irem a cinemas e concertos.

As medidas fazem parte de um vasto programa de reformas económicas e sociais denominado “Vision 2030” cujo arquiteto é o jovem príncipe herdeiro Mohammed ben Salmane, o novo homem forte do reino.

A Arábia Saudita é o único país no mundo onde as mulheres estão proibidas de conduzir.

 

Sauditas vão poder conduzir, mas ainda falta tanto para chegar à igualdade