Subir

As mulheres da vida de Camilo de Oliveira

As mulheres da vida de Camilo de Oliveira

A vida de Camilo de Oliveira esteve ligada aos palcos desde o primeiro segundo de vida, por culpa dos pais, também atores. A mãe e primeira mulher da sua vida, Ester Venâncio de Oliveira, entrou em trabalho de parto em plena representação, enquanto dava vida a Inês de Castro. Sem tempo para ir mais longe, o ator acabou por nascer nos camarins do Teatro do Grupo Caras Direitas, em Buarcos, na Figueira da Foz.

“O meu pai fazia de Dom Pedro, a minha mãe fazia de Inês de Castro, já de barriga. Já estava um Castrozinho lá dentro a querer sair. Não havia por onde se deitar, fomos para o camarote de direção lá em cima. E foi aí que eu nasci”, recordou Camilo de Oliveira numa entrevista a Manuel Luís Goucha, na TVI.

Influenciado pela mãe, que o criou e deixou crescer rodeado de artistas, acabou por tornar-se ator. Com apenas cinco anos fez a primeira peça de teatro e, aos 15, pisou pela primeira vez um palco como profissional.

Paula Marcelo, o grande amor de Camilo
Além da profissão, Paula Marcelo e Camilo de Oliveira estavam unidos por um amor inabalável. Tão indestrutível que sobreviveu ao preconceito dos 42 anos que tinham de diferença, à batalha contra dois tumores que abalaram a vida do ator – acabando por matá-lo – e aos rumores que surgiram, em fevereiro de 2015, indicando que a mulher de Camilo o tinha abandonado no hospital para festejar o aniversário com amigos.

Para esclarecer a situação, o ator fez questão de ir ao programa Queridas Manhãs, da SIC. “A Paula não merece o que têm escrito sobre ela. É uma esposa dedicada e que nunca, até hoje, me abandonou. Nos bons ou nos maus momentos tem estado sempre ao meu lado”, clarificou o ator, na altura, durante uma entrevista a Cláudio Ramos.

Mais tarde, com o estado de saúde do marido a registar melhorias significativas, Paula Marcelo desabafou com a TV Guia. “Não me vejo sem ele. Não sei como vai ser”, afirmou.

O casal chegou a protagonizar, lado a lado, várias séries de televisão. Camilo o Pendura foi uma delas.

Camilo de Oliveira morreu no sábado à noite, aos 91 anos. Estava internado numa unidade de cuidados paliativos devido aos dois cancros, na próstata e no intestino, com que lutava há vários anos. O funeral realiza-se na quarta-feira.

Cátia Carmo