Aumento cesarianas pode comprometer bloco de partos de Santa Maria

Cinco pontos percentuais. Este é o aumento de partos por cesariana no Hospital de Santa Maria desde o final do ano passado e até ao início de abril. Um número preocupante que chega em ano de mexidas nos critérios de pagamento.

Mesmo tratando-se de uma unidade hospitalar que recebe os casos mais complicados, este aumento de cirurgias de de 25% para 30,4% faz soar as campainhas porque, em 2018, as unidades da dimensão do Santa Maria vão perder financiamento se tiverem taxas de cesarianas acima de 31,5%. No total, o hospital fez 759 partos até ao final de abril.

“Esta taxa de cesarianas preocupa imenso o departamento, porque há novas regras para pagamento aos serviços”, confessa um médico ao jornal Diário de Notícias, que afasta qualquer relação entre esta subida e a saída de enfermeiros – que chegou a levar à suspensão temporária da consulta de interrupção voluntária da gravidez, como o DN noticiou no início do ano.

Leia toda a reportagem na íntegra em dn.pt

Imagem de destaque: Shutterstock

Veja as imagens brutais de um concurso de fotos de partos