Bombeiro revela últimas palavras de princesa Diana

Xavier Gourmelon, atualmente com 50 anos, fazia parte da equipa de bombeiros que socorreu a princesa Diana após o acidente no túnel Pont de l’Alma, em Paris, pouco depois da meia-noite do dia 31 agosto de 1997. Como estava perto do local do acidente, a equipa de socorro demorou apenas três minutos a chegar e o bombeiro foi quem assistiu Diana de Gales, sem sequer saber que se tratava de uma figura mundialmente conhecida.

“Não leio a imprensa cor-de-rosa. Simplesmente vi-a sentada no chão do carro, com os pés no assento traseiro e uma ferida leve, ainda que visível, no ombro”, recordou Xavier Gourmelon, citado pelo site El Español.

O facto de Diana estar consciente e apenas com uma ferida leve, visível no ombro, levou o bombeiro a pensar que Lady Di tinha escapado ao acidente praticamente ilesa. Quando se apercebeu da presença do socorrista, a mãe de William e Harry perguntou: “Meu Deus, o que aconteceu?”. Depois disso entrou em paragem cardiorrespiratória e Xavier Gourmelon aplicou várias manobras de reanimação até Diana recuperar e entrar na ambulância. Só nessa altura é que um paramédico lhe disse que a vítima que estava a assistir se tratava da famosa princesa Diana.

“Foi o meu último contacto com ela. Ainda me lembro de tudo. É algo que nunca vou esquecer”, contou o bombeiro que, pouco depois, foi para casa e comentou com a mulher que achava que Diana de Gales ia sobreviver ao acidente.

No entanto, a princesa do povo acabou por morrer às 4h00, no hospital, devido a uma hemorragia interna. Uma notícia que abalou o bombeiro e milhões de pessoas por todo o mundo.

O socorrista decidiu revelar as últimas palavras de Diana agora, 20 anos após a sua morte, porque já não integra os bombeiros, que fazem parte das forças militares francesas.