Subir

Chá verde a mais prejudica sistema reprodutor

Chá verde a mais prejudica sistema reprodutor

Beber demasiado chá verde pode ser prejudicial para a fertilidade, diz um estudo publicado em janeiro da revista científica ‘Journal of Functional Food’. É surpreendente como uma bebida que previne o risco de cancro da pele ou que, por exemplo, é boa para a memória pode ter um lado negativo.


Veja também o artigo Frutos silvestres e uvas ajudam a perder peso


Neste estudo, os investigadores expuseram 48 moscas da fruta (Dropsophilia melanogaster) a diversas doses de polifenóis (GTP, é a sigla usada), antioxidantes presentes no chá verde. Deram quantidades diferentes de GTP a seis moscas de cada sexo: zero, dois e meio, cinco e dez miligramas. Depois, os cientistas dissecaram os órgãos reprodutores das moscas da fruta e analisaram a água, lípidos e o teor de proteínas para testar a toxicidade.

Os investigadores descobriram que as moscas fêmea que receberam dez miligramas de GTP (um valor considerado demasiado elevado) sofreram uma “redução significativa na sua reprodução”. Além do mais, as moscas bebé cujo pais foram sujeitos a elevadas quantidades de GTP sofreram também anomalias genitais: as moscas macho apresentavam atrofia testicular, enquanto as fêmeas tinham um conjunto de ovários mais pequeno e óvulos menos maduros. No geral, as moscas fêmea sofreram mais efeitos negativos do que os machos.

B.C.M.