Subir

Coimbra: Comandante acusado de humilhar mulheres-polícia

 

Líder da Polícia Municipal apresentou queixa contra agentes por difamação depois de elas pedirem transferência, mas processo-crime revela acusações de eventual assédio sexual.

O Juízo de Instrução Criminal (JIC) de Coimbra recusou levar a julgamento três agentes da Polícia Municipal (PM) que o Ministério Público acusara de terem difamado o seu comandante, por pedirem transferência argumentando que eram maltratadas e discriminadas. A 13 de dezembro, uma juíza decidiu que as agentes não cometeram nenhum crime e até tinham razões para se sentirem e se dizerem humilhadas, designadamente num dos casos, por comentários de natureza sexual.

Leia mais em jn.pt