Subir

Como gerir filhos e uma carreira? Jennifer Lopez explica

Jennifer Lopez tem 46 anos

Não é fácil ser-se mãe e mulher de carreira ao mesmo tempo. Lidar com a “culpa” de trabalhar fora de casa e longe dos filhos, explica Jennifer Lopez, é algo a que simplesmente não consegue fugir. “Se me perco no trabalho durante algum tempo, sinto-me tão culpada… Penso logo: ‘Oh meu Deus, já passaram sete horas e ainda não falei com eles. O que é que se passa comigo? Que tipo de mãe sou eu?!'”, desabafa a protagonista da série ‘Shades of Blue’, de 46 anos, numa conversa com a atriz Felicity Huffman, promovida pela revista norte-americana ‘Variety’.

Um dos seus truques para atingir o equilíbrio, revela, é rodear-se das pessoas certas. “O importante é ter boas pessoas a ajudar-te a tomar conta deles. Pessoas que percebem que quando digo ‘não’, é mesmo ‘não'”. Coordenar os seus horários com os dos filhos – os gémeos de oito anos Max e Emme – é outro dos fatores-chave.

“Eles visitam-me no estúdio, têm uma sala só para eles e depois da escola vão logo para lá. Resolvemos as coisas assim. Esta é a nossa vida”, confessa Lopez.

Jennifer Lopez e os filhos, Emme e Max

Jennifer Lopez e os filhos, Emme e Max

Felicity Huffman, mãe de duas meninas – Georgia e Sofia – e atriz na série ‘American Crime’, alargou o debate ao notar que, com os homens, o mesmo sentimento de “culpa” não se verifica. E apresentou dados estatísticos. “Perguntaram a mães trabalhadoras se se sentiam culpadas por trabalharem fora de casa, e 98% responderam que sim. E depois perguntaram a mães que trabalham em part-time. Continuou a ser 98%. E depois perguntaram a pais, que trabalham tanto em full-time como em part-time. Adivinha a percentagem de homens que se sentem culpados?”, desafiou Huffman. “Foi zero?”, respondeu J-Lo. E acertou em cheio.

A conversa, inserida no segmento ‘Variety Studio: Actors on Actors’, será transmitida na íntegra nos dias 12 e 19 de junho, pelo PSB SoCal (estação local da área de Los Angeles, EUA). Estará também disponível, através de streaming, no site da revista.

Carolina Morais / Fotografia Reuters