Como vencer adolescentes ‘cansados’. Cinco regras, um alerta e uma frase proibida

pexels-tirachard-kumtanom-112571-450056
[Fotografia: Pexels/Tirachard Kumtanom]

Romper com ideias feitas, com perguntas, preocupações e hábitos que apenas lhes falam de trabalho e e de escola, mobilizar a compreensão e segurar a assertividade são apenas alguns dos pontos que podem ser lidos no novo livro da autoria de Eduardo Sá e que pretende trazer à luz uma das mais difíceis fases da vida para pais e filhos: a adolescência.

Em Adolescentes – Manual de Instruções (da editora Lua de Papel), o psicólogo clínico e psicanalista quer trazer outras dimensões destes momentos de crescimento que muitas vezes parecem trazer subitamente para casa ’estranhos’ com um rosto familiar. Por isso, pretende-se apresentar caminhos para melhor encontrar o entendimento e estabelecer contacto entre dois mundos que, muitas vezes e sem se esperar, entram em absoluta rota de colisão.

Eduardo Sá adolescentes manual instruções
[Fotografia: Divulgação]

De entre as múltiplas dicas deixadas por Eduardo Sá, a Delas.pt cita seis regras uma frase proibida para lidar com jovens cansados da escola, fazendo-os nunca desistir.

Ora veja:

Chatos e exigentes: “Considerem-se (pais) chatos. Mas sejam, sobretudo, exigentes. Isto é, em relação a tudo aquilo que entendam que ele deve fazer, não argumentem nem negoceiem. Exijam, simplesmente”, afirma a psicólogo clínico.

Orientados para o resultado: Sem eles, refere o especialista, “não há motivação”. “E sem trabalho e alguma disciplina os resultados tardam em aparecer.”

Planificação: “Uma hora de trabalho por dia (sem música, telefone, televisão, computador, etc). Mesmo que o faça muito contrariado, irá acumulando créditos em relação a cada disciplina. Mesmo que argumente que não tem trabalhos de casa, testes ou outros compromissos agendados.”

Notas: “É a constância dos bons resultados que cicatriza a insegurança”, chama à atenção Sá.

Tréguas: Para o especialista, esta palavra não pode entrar no léxico entre pais e filhos adolescentes. “Mal o façam, quando derem por isso, corremos o risco de os verem cansados. Uma outra vez.”

Alerta: “Tenham, sobretudo, cuidado com o teste que ele terá depois de uma boa nota. A probabilidade de se engasgar a seguir, aumenta”, refere o especialista.

Frase proibida: “Não repita nunca mais a frase ‘a mãe não exige que sejas o melhor. Só quer que tenhas positiva’. Isso funciona como ser exigente e amiga da preguiça ao mesmo tempo”. Portanto, prossegue o psicanalistas, “eles (os adolescentes) precisam de ser honestos em relação aos pais e a eles próprios” porque, “se depois fizer por ser um bocadinho melhor, todos os dias, tanto melhor”, aponta.