Costa Rica: governo será formado maioritariamente por mulheres

14 mulheres e 11 homens vão compor o governo da Costa Rica, anunciou esta sexta-feira, 27 de abril, o agora presidente Carlos Alvarado, 38 anos, anterior ministro do Trabalho. Neste novo governo, destaca-se Epsy Campbell, futura vice-presidente, que será a primeira mulher afro-americana a ocupar este cargo no continente americano.

Epsy Campbell foi também nomeada para o cargo de ministra dos Negócios Entrageiros, sendo a primeira vez que uma mulher exerce este cargo na Costa Rica. Também as pastas do Ministério das Finanças e o do Comércio Externo vão ser ocupadas por mulheres.

Carlos Alvarado venceu a segunda volta das eleições presidenciais, no início do mês, com aproximadamente 60,7% dos votos. Na primeira volta, realizada em fevereiro, o pastor evangélico Fabricio Alvarado foi o candidato mais votado, mas não atingiu os 39,3% dos votos, exigidos pela lei eleitoral, obrigando à realização de uma segunda volta.

Temas como o casamento homossexual e a religião estiveram no centro das eleições, com o candidato conservador a mostrar-se fortemente contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Durante a campanha eleitoral, Frabricio Alvarado chegou a anunciar que retiraria a Costa Rica do Tribunal Interamericano de Direitos Humanos, caso viesse a ser eleito.

Lusa / FL

[Imagem: Shutterstock]

25 de Abril: Lisboa evoca ex-presas políticas no dia da revolução

Leonor Beleza: “Quero mulheres no poder seja lá onde for”