Subir

De manhã o brunch, à tarde o goûter!

Lembra-se da altura em que não sabia o que era um brunch? A primeira vês que ouviu a palavra brunch e ficou: mas que é um brunch? O Delas.pt apresenta-lhe o goûter para não voltar a passar pelo mesmo.


Veja também o artigo Brownies com nozes


O Sofitel Lisbon Liberdade é agora paragem obrigatória para a refeição das quatro em Lisboa. O Goûter é a novidade gastronómica da unidade hoteleira da Avenida da Liberdade. E o que é o Goûter? Trata-se de “uma reinterpretação do tradicional lanche francês, com um toque de requinte e originalidade”.

Tal como num brunch, também no goûter os seus olhos vão-se deleitar com a comida, não descuidando o palato pois claro. Visualize:

“depois da degustação de uma bebida à base de groselha no bar do Hotel, surge uma caixa de madeira original, que acolhe uma verrine de frutos vermelhos, um iogurte com coulis de fruta, uma madalena, um macarron, um croissant com chocolate, um mini pastel de nata, uma tosta mista, pão caseiro, bolachas, crackers, uma torrada com uma fatia de chocolate, assim como compota de morango, doce de abóbora, nutella, e manteiga com e sem sal. A degustação completa-se com uma reconfortante chávena de café, chocolate quente ou chá”, diz o chef Daniel Schlaipfer.

Como já se percebeu o goûter é um conceito importado da tradição francesa. Se o ingleses deram outro entusiasmo às cinco da tarde portuguesas com o “chá das cinco”, agora as quatro viraram “a hora do goûter”. O chef Daniel Schlaipfer ao idealizar esta novidade gastronómica tentou satisfazer pequenos e graúdos, paladares nacionais e intencionais, tudo através de produtos de fabrico próprio.

O goûter é servido todos os dias da semana, das 16h00 às 18h00, no bar e biblioteca do Hotel, com o valor de €12 por pessoa. Pode ser degustado a solo, a dois, em família ou com amigos. Não há desculpas para não experimentar esta novidade do Sofitel Lisbon Liberdade.

N.M.