Estas são as posições sexuais que queimam mais calorias

Não são só os treinos no ginásio os responsáveis por queimar calorias, também a atividade sexual pode ajudar nessa tarefa. E para resultados mais rápidos e eficazes há que meter em prática as posições sexuais mais exigentes.

Normalmente, o gasto energético durante o sexo é de (aproximadamente) 85 kCal – queimando-se cerca de 3,6 kCal por minuto, afirma o estudo Energy Expenditure during Sexual Activity in Young Healthy Couples, realizado pelos investigadores da Université du Québec à Montréal (UQAM), no Canadá: Julie Frappier, Isabelle Toupin, Joseph J. Levy, Mylene Aubertin-Leheudre, Antony D. Karelis (na galeria de imagens acima pode ver os benefícios de dominar e ser dominada durante as relações sexuais).

As conclusões surgiram após a avaliação de 21 casais heterossexuais da região de Montreal e permitiram aos investigadores concluir que: “a atividade sexual pode, por vezes, ser potencialmente considerada um exercício significativo”, pode ler-se no jornal Plos, também conhecido por Public Library of Science (Biblioteca Pública de Ciência, em português).

No entanto, quando postas em prática determinadas posições sexuais, a quantidade de calorias perdidas pode aumentar. Porquê? Porque exigem um maior esforço físico e colocam (quase) todos os músculos do corpo a mexer.

A posição do Missionário é uma delas. Esta posição coloca vários músculos a trabalhar. Embora a mulher esteja confortavelmente deitada de barriga para cima, pode fazer movimentos com a região pélvica, exercitando toda essa zona.

Também a posição De quatro é uma mais-valia para a condição física. E mais do que isso, é perfeita para as mulheres trabalharem os músculos dos braços, já que estarão de gatas, a suportar grande parte do peso com os membros superiores.

E o Agachamento? Esta é a posição perfeita para trabalhar pernas e rabo. Em vez de apoiar os joelhos no solo e mover o quadril, a mulher deve apoiar os pés, ficando na posição de cócoras. Depois é só usar as pernas para se movimentar e estará a exercitar os mesmos músculos que um agachamento feito no ginásio: glúteos, quadríceps, entre outros.

Menos conhecida, mas também inimiga das calorias é a posição do Arco. Parecida com um movimento de ioga chamado ‘ponte’, é como uma espécie de missionário elevado. A mulher deita-se de barriga para cima, com os braços ao lado do corpo e esticados, mantendo as palmas da mão para baixo. O segredo está em levantar a zona da bacia e as penas, permanecendo com os pés e a parte superior das costas apoiados na superfície onde estiver. Aqui toda a estrutura muscular entre em ação, sobretudo os quadriceps, os triceps e ombros no caso das mulheres.

E a Ponte? É considerada uma das posições mais exigentes. Tem por base a anterior (a do arco), a diferença está na elevação da cabeça. Aqui a mulher terá de arquear não só as pernas, como os braços, levantando todo o tronco com a ajuda dos membros superiores. Com eles esticados, vai ficar com o corpo todo no ar, apoiando-se apenas nas palmas das mãos e na planta dos pés, o que fará mexer todos os músculos do corpo. Prepare-se para trabalhar bem as pernas e ativar os músculos das costas, ombros e braços e rabo.

Há ainda o Carrinho de mão e é exatamente o que o nome indica. De barriga virada para baixo, a mulher deverá suportar o peso do corpo com os braços, enquanto o homem agarra na parte superior das coxas / quadris, encaixando-se por trás dela. Esta posição vai dar à mulher a oportunidade de trabalhar os músculos do peito, zona dos ombros, costas e tríceps.

Agora é só escolher os músculos que se quer trabalhar: pernas, braços, costas ou… todos! Com o sexo parece não haver desculpas para deixar de estar em forma.

[Imagem de destaque: Shutterstock]

Sexo: Os benefícios de dominar e de ser dominado

Como fica a vagina quando deixa de fazer sexo