Eis a melhor hora para ir aos saldos, mas vai precisar de um acessório inesperado

pexels-olly-3769747
[Fotografia: Pexels/Olly]

Filas nos provadores e nas caixas, peças desarrumadas e espalhadas pelas lojas, funcionárias sem tempo para poderem ajudar. Ir aos saldos à procura das peças que anda a namorar há semanas pode ser um pesadelo. Para conseguir o que quer, mas sem traumas associados, nada melhor do que ser precisa na escolha do horário.

E sim, há boas horas para ir aos descontos, mas se calhar precisa de fugir do fim de semana e, no online, vai ter de ir buscar um item, no mínimo, pouco convencional para a tarefa: um despertador.

“Sem dúvida que o dia de maior movimento de compras é sempre o domingo, exceto nos pontos físicos onde sábado é o grande dia”, revela a cofundadora e CEO da Polin et Moi ao site espanhol Yo Dona. Para Nuria Hernández, é preciso também prestar atenção às horas. Como refere à mesma plataforma, “o horário de pico de vendas é sempre logo no início da manhã, a partir das oito da manhã”, existindo um segundo “das 20h00 às 22h00, quando as pessoas já estão em casa relaxados após um dia de trabalho”. Contas feitas, sobram as primeiras horas antes de amanhecer para fazer as compras online sem que os sites caiam, pelo que tem mesmo de acordar cedo se quiser agarrar aquela pechincha que tanto espera.

Quanto às lojas físicas, os dias da semana são sempre mais indicados e nos períodos fora de descanso como o o almoço, o lanche e a noite. Pode sempre optar por ser radical e ir a um espaço físico à mesma hora de um grande evento: um jogo de futebol, por exemplo. Encontrará seguramente menos gente, mais espaço e ainda mais ordem.

Se vai andar às compras, preste também atenção aos gastos desnecessários e leia abaixo mais de uma dezena de recomendações vitais para que não se perca nos preços baixos mas com o que não precisa.