Procura parceiro? É provável que ele seja menos instruído que você

Continua à procura da cara-metade e respostas “zero”? Pois bem, pode haver algumas razões simples mas nem sempre imediatas para isso. Segundo um estudo desenvolvido pela Universidade Yale, em New Haven, as mulheres mais inteligentes acabam por optar por homens com grau de formação inferior para iniciar uma vida a dois.

E o motivo é relativamente óbvio: Não é assim tão fácil arranjar um parceiro que esteja ao nível de uma mulher já licenciada e bem resolvida em termos profissionais. “Há menos homens instruídos no mundo do que mulheres” – defendeu uma professora de Antropologia da Universidade de Yale, citada pelo The Daily Telegraph, na senda deste questionário dirigido a 150 americanas e israelitas, com altos níveis de educação, que revelou ainda que 85% são solteiras e optam por congelar os óvulos devido à falta de um parceiro estável.

De acordo com o Banco Mundial, há 70 países com maior número de mulheres licenciadas do que homens, e a grande questão é que a hipergamia persiste em várias sociedades – significa que as mulheres desejam casar com homens de um nível socioeconómico mais elevado e grau de formação equivalente, na tentativa de garantir um futuro melhor para si e para seus filhos” – segundo o professor Inhorn.

Ainda assim, os investigadores reconhecem que esta é uma tendência que pode ser revertida com o aumento contínuo de mulheres licenciadas, realizadas profissionalmente e senhoras do seu próprio nariz.

5 tipos de homens que as mulheres querem manter bem longe

Estudo revela que portuguesas estão mesmo mal no que toca a orgasmos