Excesso de horas de trabalho aumenta risco de diabetes nas mulheres

Sabia que mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de diabetes? E existem vários fatores que podem determinar o aparecimento desta doença. Para as mulheres, parece que um deles é não só a obesidade mas também o excesso de horas de trabalho por semana.

Um novo estudo vem afirmar que trabalhar mais de 45 horas semanais aumenta até 63% o risco das mulheres desenvolverem diabetes do tipo 2, causada pela incapacidade do organismo produzir insulina suficiente ou, melhor, produzir esta hormona de forma “adequada”, como conta o jornal espanhol ABC, citando o estudo publicado por investigadores da Universidade Laval de Quebec – Canadá.

Mas afinal, o que se passa com as mulheres?

Para dar resposta a esta questão, os autores do estudo analisaram a sua amostra durante 12 anos (de 2003 a 2015) e observaram mais de 7.065 mulheres e homens, com idades compreendidas entre os 35 e os 74 anos.

O estudo foi feito no Canadá, sendo que o os grupos foram divididos em quatro: horários de 15 a 34 horas; 35 a 40 horas; 41 a 44 horas e, por fim, 45 a mais horas de trabalho.

O que podemos concluir destes 12 anos de estudo e mais de 7 mil pessoas estudadas? Que cerca de 10% dos participantes desenvolveu diabetes do tipo 2, sendo que nos homens foram apenas diagnosticados casos onde havia também obesidade e idade avançada. De resto, os resultados mostram que, nos homens, o horário de trabalho semanal não tem qualquer tipo de influência no desenvolvimento da doença.

Já nas mulheres, o caso é diferente – as 45 horas semanais de trabalho aumentaram o risco de diabetes para os tais elevados 63%.

Ainda que não se saiba ao certo as razões metabólicas para o fenómeno, existem algumas teorias: muitas horas podem promover o desenvolvimento de stress crónico no organismo que, por si só, potencializa o risco de outros transtornos hormonais e de resistência à insulina.

Existe ainda uma outra salvaguarda do estudo: as mulheres possivelmente trabalham mais horas porque também têm todas as tarefas domésticas e familiares para tratar.

Pode também querer ler:

Diabetes: conheça os números desta epidemia

Saiba porque é que as mulheres são tão importantes para a diabetes