Subir

Fazer o parto em casa dá 3800 euros no Reino Unido

Fazer o parto em casa dá 3800 euros

O serviço nacional de saúde britânico (SUS, na sigla original) vai oferecer 3000 libras (cerca de 3800 euros) às mães que optarem por contratar parteiras para dar à luz em casa, como forma de incentivo a esta prática.


Faça gosto na nossa página de Facebook


Os partos em casa ou em centros clínicos próprios, além de mais baratos, são tão seguros como nos hospitais, garante o SUS. No entanto, por ano, 90% das 660 mil grávidas britânicas têm os seus filhos no hospital e esta escolha é feita apenas por uma em cada quatro. O serviço nacional de saúde britânico pretende, com esta medida, que as mulheres se informem e tomem uma decisão consciente sobre o local onde querem realizar o parto.

Os 3800 euros serão apenas atribuídos às gestantes de baixo risco – que não sofram de obesidade ou de outras doenças graves, nem estejam à espera de gémeos. A forma como o dinheiro será gasto é combinada depois entre a parteira e o médico. Sendo que as mães podem escolher entre dar à luz em casa ou num centro clínico especializado, recorrendo até à ajuda de hipnose, aromaterapia ou acupuntura. A verba, que não deverá estar disponível antes de 2018, poderá servir também para financiar aulas de amamentação no pós-parto.

B.C.M.