Subir

‘Friends’ da atualidade “seria um café cheio de pessoas a olhar para os iPhones”