Subir

Rosa na passadeira vermelha mostra que o género não tem cor

Jared Leto deu nas vistas na mais recente edição do MTV EMAs 2017, em Londres, ao surgir na passadeira vermelha com uma blusa rosa, um blazer lilás com flor lapela. Esta não é a primeira vez que um homem surge com cores consideradas femininas neste tipo de eventos, quebrando preconceitos e ideias pré-feitas da sociedade, fazendo ver que rosa não é sinónimo de menina.

Ainda antes do nascimento, a sociedade impõe uma sentença de cor. É menino ou menina? Não se sabe, compra-se amarelo. Porque é que um menino não pode vestir rosa? Será que vai fazer dele menos rapaz ou transformá-lo numa rapariga?

Jared Leto é homem. Jared Leto vestiu rosa. Surgiu de blusa cor-de-rosa, com folhos junto ao pulso e pequenas pregas em torno do colarinho. Para completar o look, o vocalista de 30 Seconds to Mars apostou num blazer lilás que trazia do lado esquerdo, na zona do peito, uma grande flor, também ela na cor rosa. Um conjunto que não passou despercebido e que combinou com a alegria e entusiasmo de Jared ao longo do evento.

As cores podem ser primárias ou secundárias, frias ou quentes, claras ou escuras, mas não femininas ou masculinas e Jared mostrou isso ao recusar o padrão imposto pela sociedade, afirmando através da moda que o género não tem cor. Não é por se ser homem que não se pode vestir rosa, não é por se ser homem que tem de se vestir azul. E Jared Leto foi de rosa.

Tal como ele, outros artistas já desfilaram na passadeira vermelha da MTV com a mesma cor, recusando assim reduzir o género masculino a apenas algum tons.

Em 2011, também na MTV EMAs, na Irlanda do Norte, Bruno Mars surgiu com um blazer cor de rosa, tal como todos os elementos da banda do cantor. Um rosa mais vivo que contrastou com apontamentos na cor preta presente na gola, no botão e como no lenço colocado ao peito. Em 2012, no mesmo evento, mas na Alemanha, foi a vez do baterista da banda de rock No Dobut, Adrian Young, se apresentar de rosa. O músico surgiu com um blazer rosa claro e um laço ao pescoço da mesma cor.

À esquerda o baterista Adrian Young, de blazer cor de rosa no MTV EMAs 2012, na Alemanha, e do lado direito Bruno Mars igualmente de rosa, no MTV EMAs 2011. [Imagens: Pinterest]

Este ano, em julho, no MTV Global Mandarin Music Awards, o cantor Pakho Chau marcou presença com um fato totalmente cor-de-rosa. Além das calças e do blazer, também a camisa que trazia vestida apresentava o tom rosa, com algum preto.

Num ano em surgiram muitas coleções no gender, Jared Letho, assim como os artistas que envergaram rosa antes dele, mostraram que o facto de serem homens não os impede de vestirem roupa na cor que quiserem, e que a afirmação de género ou de moda sem género não precisa de ser chata. Todos eles continuam a ser vistos como os homens que são e a ter milhares de fãs pelo mundo.

O género é colorido, seja ele qual for e isso foi visível na red carpet do MTV EMAs 2017.

 

Os melhores e piores vestidos dos prémios MTV EMA 2017

MTV EMAs 2017: Veja quem foram as mulheres premiadas