Subir

Globos de Ouro’18: uma gala de protesto

Michelle Williams

Está tudo a postos para a 75ª edição dos Globos de Ouro. Com a apresentação de Seth Meyers, a gala contará certamente com discursos fortes e emotivos, uma vez que esta é a primeira cerimónia após conhecido o escândalo de assédio sexual que começou com o produtor de cinema Harvey Weinstein e que, desde então, já alcançou outras figuras da indústria do cinema.

Aliás, é provável que o preto seja a cor dominante da passadeira vermelha da gala. Recorde-se que os sites Entertainment Weekly, People e The Hollywood Reporter avançaram que várias atrizes pretendem ir ao evento completamente vestidas de preto como forma de solidariedade para com as vítimas de assédio sexual.

“Todas as atrizes que vão aos Globos vão protestar usando apenas vestidos pretos“, revelou uma fonte ao Entertainment Weekly.

Entre as atrizes que vão optar por looks escuros devem constar as nomeadas Jessica Chastain, Meryl Streep e Emma Stone que, além de terem fortes probabilidades de conquistar um Globo de Ouro, também vão entregar prémios.

“A notícia vergonhosa sobre Harvey Weinstein tem chocado aqueles que defenderam a obra dele e as causas boas e dignas e que apoiou. As mulheres que levantaram a voz para expor este abuso são nossas heroínas. O comportamento é indesculpável. Todas as vozes corajosas, ouvidas e creditadas pelos nossos órgãos de comunicação social vão, finalmente, mudar o jogo“, afirmou Meryl Streep há uns meses.

Imagem de destaque: Michelle Williams/Reuters

Nomeações para os Globos de Ouro com liderança feminina