Subir

Academia de Hollywood convida novos membros e 46% são mulheres

Emma Watson á chegada à Met Gala, em maio de 2016

A Academia de Hollywood convidou 683 pessoas para serem membros da organização. O número, anunciado no final de junho, é o dobro do do ano passado e revela um ligeiro aumento da representação feminina.

Dos novos membros convidados pela entidade que atribui os Óscares, 46% são mulheres e 41% são membros de minorias étnicas, o que em termos de composição do grémio da Academia se passa a traduzir em 27% de membros do sexo feminino e 11% de membros pertencentes a minorias. Antes do anúncio da Academia, essas percentagens correspondiam a 25 e 8%, respetivamente.

As atrizes Emma Watson (“Harry Potter”) e Alicia Vikander (“A Rapariga Dinamarquesa”) e a cantora Mary J. Blige estão entre as personalidades femininas convidadas para fazer parte da organização.

O objetivo destas mudanças é promover uma maior diversidade na composição da Academia e ao mesmo tempo calar as vozes críticas que a acusam de ser demasiado masculina e branca. Recorde-se que na última entrega dos Óscares muitos artistas recusaram comparecer na cerimónia, por, pelo segundo ano consecutivo, as nomeações não incluírem nenhum ator negro.

A Academia diz que até 2020 pretende duplicar, entre os seus membros, o universo de mulheres e de pessoas de diferentes etnias.

Ana Tomás com Lusa