Subir

Kate Beckinsale revela que foi discriminada por realizador de ‘Pearl Harbor’

Kate Beckinsale recorda que foi discriminada pelo realizador de 'Pearl Harbor'

A atriz, que protagonizou ‘Pearl Harbor’ ao lado de Ben Affleck e Josh Hartnett, revelou que Michael Bay, o realizador do filme que se estreou em 2001, a discriminou por causa das suas características físicas.

Em entrevista ao programa da BBC Two, ‘The Graham Norton Show’, Beckinsale afirmou: “creio que ele ficou desconcertado porque as minhas mamas não eram maiores do que a minha cabeça e porque eu não era loira”.

Kate Beckinsale, atualmente com 42 anos, tinha, à época das filmagens de ‘Pearl Harbor’, sido mãe recentemente da sua única filha, Lily. “Eu tinha acabado de ter a minha filha e tinha perdido peso. Mas foi-me dito que, se conseguisse o papel, teria de fazer exercício físico. Não percebi porque é que uma enfermeira, na década de 1940, teria de fazer isso”, recorda a atriz britânica.

“Creio que ele ficou desconcertado porque as minhas mamas não eram maiores do que a minha cabeça e porque eu não era loira”, recordou a atriz

Beckinsale contou ainda que, durante a digressão promocional do filme, Michael Bay fez comentários depreciativos sobre a sua participação em ‘Pearl Harbor’. “Perguntaram-lhe porque é que ele tinha escolhido o Ben [Affleck] e o Josh [Hartnett], e ele disse ‘trabalhei com o Ben antes e adoro-o e o Josh é muito másculo e um ator maravilhoso'”, recordou a atriz. “Depois, quando lhe perguntaram sobre mim, ele disse: ‘a Kate não era atraente o suficiente para alienar a audiência feminina'”.

O relato da atriz britânica vai de encontro a uma entrevista concedida por Michael Bay ao site de cinema Movieline, em maio de 2001. À época, o realizador foi questionado sobre o porquê da escolha de Beckinsale para o papel da enfermeira Evelyn Johnson, no filme cuja ação decorre durante a II Guerra Mundial. “Não queria alguém que fosse demasiado belo. As mulheres sentem-se incomodadas quando veem alguém demasiado bonito. Não estou a dizer que a Kate não é bonita… ela é muito engraçada, convivia com os rapazes. Não é neurótica em relação a tudo, como algumas atrizes”, explicou, na altura, o realizador de filmes como ’13 horas: Os Soldados Secretos de Benghazi’ e a saga ‘Transformers’.

Raquel Costa // Fotografia: Mario Anzuoni / Reuters