Macau realiza primeira bienal internacional de mulheres artistas

Fotografia Adelino Meireles/Global Imagens

Macau realiza, pela primeira vez, uma bienal internacional de mulheres artistas. Entre as mais de cem pintoras participantes no evento que decorre de 08 de março a 13 de maio, no Museu de Arte de Macau, está a arquiteta portuguesa Marta Ferreira.

“É importante que diferentes artistas mulheres, provenientes de diferentes culturas, possam expressar as suas ideias num espaço comum”, disse, em declarações, à Lusa.

Sobre o trabalho que leva à bienal, a arquiteta portuguesa residente naquela região administrativa especial da China, afirmou refletir “o choque e a adaptação entre dois lados, sejam eles duas culturas ou duas pessoas”.

“É uma oportunidade única poder expressar-me com esta técnica [pintura] e explorar esta relação entre as culturas e o desenho. É especial poder ir além do meu universo pessoal e comunicar o que sinto com outras pessoas. Explorar a técnica, as ideias e mostrar o trabalho ao público”, considerou a artista, cujos trabalhos são maioritariamente concebidos em torno de figuras femininas.

A arquiteta portuguesa destacou a participação de”artistas de todo o mundo” na bienal, com artistas de todos países lusófonos – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste – e também representantes de Hong Kong, China, Japão, Rússia, Espanha, Geórgia, Índia, Coreia do Sul e Irão.

Além do trabalho de Marta Ferreira, a mostra, que conta com organização do Albergue da Santa Casa da Misericórdia de Macau, vai contar com obras de Paula Rego (na foto), Graça Morais, Ana Jacinto Nunes e Sofia Bobone, entre outras.

 

com Lusa

Imagem de destaque: Adelino Meireles/Global Imagens