Morte de um companheiro devido à covid-19 pode afetar mais a saúde mental do que outra causa

mulher
[Fotografia: MART PRODUCTION( Pexels]

Perder um companheiro é sempre um evento traumático, mas um estudo publicado no Journals of Gerontology revela que a morte por covid-19 pode afetar mais a saúde mental do que outra causa.

A pesquisa foi desenvolvida por estudiosos da Penn State University, na Pensilvânia, Estados Unidos, e estudou os efeitos da morte por covid-19 na saúde mental.

Os especialistas concluíram que as viúvas que perderam o companheiro para a doença eram mais propensas a revelarem sintomas de depressão e solidão em comparação com aquelas que perderam os parceiros antes da pandemia.

Para a pesquisa, os estudiosos analisaram dados de 27 países durante dois períodos separados, antes da pandemia, de outubro de 2019 a março de 2020, e no início da pandemia, de junho a agosto de 2020. Foram recolhidos dados sobre a saúde mental, inclusivamente dos participantes que relataram sentimentos de depressão, solidão e problemas para dormir. Os pesquisadores observaram ainda se os inquiridos tinham perdido o parceiro recentemente e se o Coronavírus era o responsável.

Com a pesquisa foi possível determinar que as mortes por covid-19 foram mais traumáticas por os hospitais terem restringido o acesso aos visitantes e ao isolamento social.

Estas perdas foram ainda motivo para o declínio da saúde mental e física. Contudo, um dos responsáveis pelo estudo explicou que não está claro se a perda de um companheiro num evento traumático representa riscos maiores que o normal.