Mulheres sauditas vão poder alistar-se nas forças militares

Fotografia: Shutterstock

A Arábia Saudita vai permitir, pela primeira vez, mulheres nas forças militares.

Podendo candidatar-se a posições de soldado, nas províncias de Riade, Meca, Al-Qassim e Medina, as mulheres deverão ser colocadas em funções relacionadas com a segurança, mas não necessariamente de combate, avança a BBC.

Entre os requisitos obrigatórios para concorrer às vagas estão o terem de ser cidadãs sauditas, com idades entre os 25 e os 35 anos e ensino secundário concluído.

Além disso, as mulheres, e os seus respetivos “protetores” masculinos – maridos, pais, irmãos ou filhos –, terão de residir na mesma província onde elas se candidatarem.

Esta medida é mais uma a juntar às reformas recentes, levadas a cabo pelo governo saudita, no sentido de atribuir alguns direitos às mulheres do país, que são privadas de várias liberdades fundamentais.

A partir de junho deste ano, a condução de automóveis e camiões também vai poder passar a ser feita por pessoas do sexo feminino – conduzir era algo que estava vedado às mulheres e uma ativista chegou a ser presa por fazê-lo. Este mês um clérigo superior defendeu que o uso das abyas deixasse de ser obrigatório.

Arábia Saudita abre primeiro salão automóvel para mulheres