Subir

Novo anel vaginal protege mulheres do vírus HIV

Há um novo anel vaginal que protege as mulheres de serem infetadas pelo HIV. Depois de vários ensaios clínicos, ficou provado que o uso consistente do produto criado pela International Partnership for Microbicides (IPM) reduziu significativamente o risco de as mulheres contraírem o vírus que provoca a SIDA.

Mas este não é um anel vaginal comum. Contém, entre outras substâncias químicas, dapivirine, um composto anti-retroviral, e foi desenvolvido por aquela organização não-governamental (ONG) como parte do trabalho que tem feito para conceber produtos biomédicos, a um custo acessível, que previnam a infeção de HIV, e consequentemente o aparecimento da SIDA, nas mulheres.

O IPM divulgou, ontem, novas análises, de testes feitos em grupos de mulheres na África do Sul, que mostram uma redução muito significativa no risco do vírus se espalhar. A equipa de investigadores concluiu que com o anel houve uma diminuição de 56% na possibilidade de desenvolver o Vírus de Imunodeficiência Adquirida (HIV ou VIH na sigla portuguesa, menos utilizada). E nas mulheres que o usaram por um período mais longo, e que eram sobretudo as mais velhas, o risco diminuiu em 75%.

Nos diferentes estudos que fazem parte da investigação sobre os benefícios deste anel vaginal, os investigadores do IPM recorreram a 1959 mulheres da África do Sul e do Uganda, e a 2629 desses dois países e do Zimbabué. Todas tinham HIV-negativo e idades compreendidas entre os 18 e os 45 anos.

Os resultados destes ensaios clínicos foram apresentados na conferência AIDS 2016, que começou esta segunda-feira, na cidade sul-africana de Durban, e trazem uma esperança renovada para outros dois estudos com o mesmo aparelho que deverão arrancar dentro de dois meses.

A organização aguarda agora a aprovação do anel por parte das autoridades reguladoras da saúde e, em paralelo, continua a trabalhar no acompanhamento das mulheres que venham a querer usar de modo mais sistemático esse produto e na criação de opções e métodos adicionais que ajudem a responder às suas necessidades.


Leia também: Prince Harry faz teste de HIV em direto no Facebook. Veja o vídeo


Imagem de destaque: Andrew Loxley/International Partnership for Microbicides

Ana Tomás