Paris Hilton envolvida em burla investigada em Portugal

Em cerca de dois anos de atividade em Portugal, passaram cerca de 37 milhões de euros pelas contas da GetEasy, uma empresa que prometia lucros de 300% ao ano, com supostos geolocalizadores, mas não passava de um esquema piramidal.

Na linha de promoção deste investimento estava a socialite e estrela internacional Paris Hilton, que esteve em território nacional, em 2014, patrocinada pela empresa agora investigada e com o objetivo de publicitar o serviço.

O Ministério Público, que contabilizou 150 lesados a quem a GetEasy ficou a dever um milhão de euros, acusou 29 arguidos e quatro firmas de burla qualificada, branqueamento e recebimento não autorizado de depósitos.

Leia toda a história na edição impressa do JN.pt desta quinta-feira, 14 de junho

Imagem de destaque: Mario Anzuoni/Reuters

O vestido que uniu Kate Middleton a Paris Hilton