Subir

A “Paris Hilton russa” quer tirar Putin do poder

Há uma mulher na Rússia que quer tirar Vladimir Putin do poder. Chama-se Ksenia Sobchak, tem 36 anos e além de ser filha de Anatoly Sobchak, mentor de Putin e presidente da câmara de São Petersburgo entre 1991 e 1996, é apresentadora de televisão, jornalista e atriz. O seu lado de socialite e as parecenças físicas com Paris Hilton levam muitos compatriotas a chamá-la de “Paris Hilton russa”.

links_ZaraA candidatura de Ksenia Sobchak às eleições presidenciais agendadas para março do próximo ano foi apresentada há dois meses, através de uma carta publicada no jornal ‘Védomosti’. “Acho mesmo que consigo fazer com que as pessoas votem contra o sistema ao votarem por Ksenia Sobchak”, afirmou a jornalista à CNN.

Para já, a ex-modelo que até foi capa da revista Playboy russa em 2006 tem sido muito criticada pela falta de uma estratégia política clara. Ao contrário de Putin, a russa defende que a Crimeia pertence à Ucrânia e não à Rússia e apresentou uma agenda liberal em que pede que sejam libertados prisioneiros políticos.

“Podem troçar de mim, do meu passado, mas a minha intenção é tornar estas eleições num reality show e criar novas regras”, sublinhou Ksenia Sobchak.

Apesar de querer que os russos votem contra o sistema, a “Paris Hilton russa” garantiu que não está contra Putin. “Para algumas pessoas, Putin é um tirano e ditador. Para outras é um líder forte. Para mim, Putin é alguém que, em circunstâncias muito difíceis, ajudou o meu pai, salvando-lhe a vida. Não vou insultá-lo”, acrescentou a socialite ao jornal britânico The Independent.