Pernas inchadas durante o período? Saiba porquê e como evitar

pexels-nuta-sorokina-8514313
[Fotografia: Pexels/ Nuta Sorokina]

Além das cólicas menstruais, das dores mamárias e da barriga inchada, existem outros desconfortos que atingem as mulheres durante o período. Como por exemplo sentir as pernas mais fracas e inchadas. Mas porque é que isso acontece?

A culpa é (em grande parte) do útero. “O útero funciona como uma esponja que ‘aspira o sangue das pernas’”, detalha Frank Laporte-Adamski, especializado em naturopatia e osteopatia, no livro A Dieta Purificadora. E prossegue: “Por volta do vigésimo sexto dia do ciclo menstrual, as pernas incham precisamente por esse motivo: o útero está cheio e já não consegue exercer da melhor forma a sua função de esponja. Quando finalmente chega a menstruação, o útero esvazia e recomeça a ‘sorver’ o sangue das pernas, que ficam imediatamente mais leves”.

No entanto, existem outros fatores que podem contribuir para esse inchaço: “As pernas inchadas e as dores de cabeça relacionadas com o período podem ser uma direta consequência de um tubo digestivo obstruído”, adianta Adamski. Explicando de seguida: “Muitas vezes, um tubo digestivo obstruído e volumoso pode comprimi-lo [o útero] e piorar a situação. Por isso, a limpeza do intestino é fundamental também para atenuar os mal-estares tipicamente femininos”.

Para prevenir esse inchaço nas pernas e a sensação de mal-estar, reunimos cinco dicas que pode colocar em prática no dia-a-dia. Até porque não é só durante a menstruação que as pernas incham. Há quem sofra regularmente de retenção de líquidos, um problema que também se acentua em dias quentes.

Abaixo, saiba o que pode fazer para ajudar a combater o inchaço nas pernas.

Tirar uns minutos ao final do dia para se deitar de barriga para cima, elevando as pernas acima da altura do tronco. Se quiser, pode usar umas almofadas para se sentir mais confortável na zona das costas.

Colocar-se primeiramente em bicos de pés e, depois, trocar o apoio para os calcanhares. Sempre em movimentos lentos e repetidos. Pode fazê-lo descalça ou não e onde quiser.

Mesmo sentada, pode levantar ligeiramente as pernas e mover as pontas dos pés e os dedos, para trás e para a frente, várias vezes.

Ter atenção à alimentação é também um fator importante, sobretudo ao consumo de sal. Prefira alimentos da época e frescos.

Beber bastante água é também importante, pois facilita a excreção do sódio e de fluidos acumulados.