Rita Ora associa-se à UEFA em nome do futebol feminino

A cantora Rita Ora associou-se à UEFA, organismo que rege o futebol europeu, numa parceria que visa transformar a imagem do futebol feminino e incentivar a participação de raparigas e jovens mulheres na modalidade.

Sob o lema “Together #WePlayStrong”, a iniciativa integra o plano estratégico da UEFA para tornar o futebol o desporto número um para raparigas e mulheres em toda a Europa.

“Os valores do “Together #WePlayStrong” centram-se não só no futebol, mas também no empoderamento feminino e na igualdade. Apoiei 100% esta campanha quando fui contactada pela UEFA”, refere a cantora, compositora e atriz britânica.

Rita Ora, que sobe ao palco do festival MEO MARÉS VIVAS, em Vila Nova de Gaia, a 22 de julho, afirma que “é um privilégio fazer parte desta iniciativa, levando mensagens de aceitação, individualidade e de pertença”. “Uma equipa inspira confiança, constrói amizades e pode ser libertadora”, acrescenta.

Além do cariz de empoderamento feminino associado à parceria com a UEFA, Rita Ora lançou no final da semana passada, o single ‘Girls’tema que dá nome à sua tournée europeia, ‘The Girls Tour’.

O tema conta com a participação das cantoras de Cardi B, Bebe Rexha e Charli XCX e, segundo Rita Ora, enaltece a força feminina. “Nestes últimos anos, tenho sido tão inspirada por todas as mulheres fortes que vi que não têm medo de serem elas próprias. Para aqueles que não têm medo de dominar o mundo, este é o nosso hino. Uma celebração do amor”, afirmou sobre o seu mais recente single.

Mais recentemente, a cantora voltou a falar sobre o tema, depois de alguns criticarem a letra da canção, acusando a artista de explorar a sua bissexualidade para se autopromover.

A cantora respondeu, dizendo que ‘Girls’ “é um relato preciso de uma experiência muito real e verdadeira” da sua vida. “Mantive relacionamentos românticos com mulheres e homens ao longo da minha vida e esta é o meu percurso pessoal. Lamento se a forma como me expressei tenha magoado alguém. Nunca magoaria intencionalmente outras pessoas LGBTQ”, rematou.

Espreite os bastidores do novo vídeo de Rita Ora