Roberta Metsola: “Portugal é um país onde me sinto sempre em casa”

BELGIUM-EU-POLITICS-DIPLOMACY-SUMMIT
Roberta Metsola [Fotografia: Sameer Al-Doumy / AFP]

A presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, visita esta sexta-feira, 19 de abril, Portugal para apelar ao voto nas eleições europeias de 9 de junho, reunindo-se com o primeiro-ministro e o Presidente, além de receber um ‘honoris causa’ da Universidade de Lisboa.

O programa oficial da visita da líder do Parlamento Europeu a Lisboa começa, às 10:30 horas, com a atribuição do grau de doutor ‘honoris causa’ em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.

De seguida, a política maltesa terá uma reunião de trabalho com o presidente da Assembleia da República, José Pedro Aguiar-Branco. Ao início da tarde, Metsola é recebida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e, depois pelo chefe do Governo, Luís Montenegro, a que se seguirá uma conferência de imprensa. Fora da agenda oficial, a presidente do Parlamento Europeu encontra-se com o líder do PS, Pedro Nuno Santos.

Roberta Metsola está, desde o início do ano, a deslocar-se aos Estados-membros da União Europeia (UE) para fazer apelo ao voto contra a abstenção, iniciativa na qual se enquadra esta deslocação a Portugal. Já em setembro de 2002 tinha visitado o território nacional convocando atenções para a mesma causa. Na ocasião, dirigiu-se aos jovens para lhes dizer que “tem havido uma evolução desde votar apenas em homens para votar nos candidatos mais competentes, mas acontece que na maioria das vezes são mulheres”.

Agora, de regresso, a política maltesa diz que “Portugal é um país onde me sinto sempre em casa. Estou grata por estar de volta, para sensibilizar as pessoas para as próximas eleições para o Parlamento Europeu, em junho, e para encorajar os portugueses, especialmente os jovens, a votar”, afirmou a presidente da assembleia europeia numa declaração enviada à agência Lusa.

Salientando que Portugal é um país pró-europeu, a responsável europeia defendeu que “os portugueses têm um elevado nível de reconhecimento do papel que a Europa desempenha nas suas vidas e é importante que o expressem claramente no dia das eleições europeias, (…) a Europa conta com todos”, apelou ainda a responsável, na declaração à Lusa.

As eleições europeias realizam-se nos 27 países da UE entre 06 e 09 de junho.

Em Portugal, estão marcadas para 09 de junho e, numa entrevista à Lusa publicada em setembro passado, Roberta Metsola admitiu a realização das eleições europeias nessa altura “é um desafio” para o país, por estarem coladas a feriados, podendo aumentar a abstenção.

Ainda assim, defendeu que a afluência depende da campanha que será realizada.

Mais de metade dos portugueses desconhece a data das eleições europeias de 09 de junho, mais do dobro da média europeia, revelou na quarta-feira o Eurobarómetro, que indicou, porém, que 51% estão interessados no sufrágio.

De acordo com o Eurobarómetro, o último antes das eleições europeias, 57% dos portugueses desconhece a data das eleições no país.

Em dezembro passado, Roberta Metsola deslocou-se a Lisboa para intervir num debate da Fundação Francisco Manuel dos Santos sobre participação política dos jovens e para discursar no Conselho Estratégico Nacional do PSD.

Roberta Metsola foi eleita em janeiro de 2022, tornando-se na presidente do Parlamento Europeu mais jovem de sempre e a terceira mulher no cargo desde as primeiras eleições europeias, em 1979.

Hoje com 45 anos, é também a primeira cidadã de Malta a presidir ao Parlamento Europeu.

LUSA