Subir

A receita deste pudim tem mais de 120 anos

pudim-de-priscos

O pudim de Priscos foi inventado no século XIX pelo Abade de Priscos, um homem que dedicou a vida à fé e às artes culinárias. A receita é tão deliciosa que tem conquistado todos os que a têm provado nas últimas décadas.

Ingredientes:

18 ovos
500 gramas de açúcar
Um cálice de vinho fino [vinho do Porto com indicação de idade: 10, 20, 30 anos]
Casca de um limão
Um bocadinho de toucinho
Um pau de canela
Um bocadinho de manteiga

Preparação:

Batem-se as gemas (pode levar 2 claras) com o vinho e a casca de limão, não muito batidos.

O açúcar vai a ponto de pérola (ferve com o pau de canela e o toucinho) e deita-se fervente nos ovos, deixando cair em fio e mexendo sempre para não talhar.

Depois de mexer um pedacinho, deita-se na forma, que deve estar forrada de açúcar queimado até meio e untada de manteiga onde não tiver açúcar e vai a cozer em banho-maria.

Em 30 minutos está pronto.

Segundo indicações das sobrinhas transmitidas na família, após se desenformar o pudim, já frio, para o prato de serviço, pode deitar-se um pouco mais de vinho do Porto na forma para recuperar o caramelo sobrante, regando-o com este molho brilhante.

Ficha técnica do livro:

Abade de Priscos

A vida e as receitas inéditas do Abade de Priscos, de Mário Vilhena da Cunha e Fortunato da Câmara. Círculo de Leitores, 22,20 euros