Subir

Viola Davis: “Temos uma história que merece ser contada”

Viola Davis foi distinguida este domingo com um Screen Actors Guild (SAG) Award pelo seu desempenho em ‘Fences’, filme realizado por Denzel Washington, que também protagoniza. No seu discurso de agradecimento, a atriz de 51 anos agradeceu ao cineasta, mas também ao dramaturgo August Wilson, autor da peça de teatro na qual se baseia o filme.

“O que ele fez foi honrar um homem honesto. A quem aconteceu ser um homem negro”, começou por dizer a intérprete, num discurso emocionado. “Às vezes, não precisamos mudar o mundo e fazer coisas que fiquem nos livros de História. O fato de respirarmos, de termos uma vida, de sermos deuses para os nossos filhos… apenas isso, significa que temos uma história e esta merece ser contada. Nós merecemos estar no centro de qualquer história lá fora. Foi isso que o August fez. Ele elevou o meu pai, a minha mãe, os meus tios. Colocou-os na História”, realçou.

A ação de ‘Fences’ desenrola-se nos Estados Unidos da década de 1950 e mostra a luta de um pai afro-americano para criar a família num sistema em que as relações raciais são controladas pelo governo. O filme estreia-se nas salas de cinema portuguesas a 9 de fevereiro com o título de ‘Vedações’.

Este é o quarto SAG recebido por Viola Davis, depois de ter sido agraciada com o mesmo prémio por ‘The Help’ (2012) e ‘How to Get Away with Murder’ (em 2015 e 2016). A intérprete já conquistou um Globo de Ouro e um Critics’ Choice Award pela mesma personagem.

A atriz está ainda nomeada para os Óscares na mesma categoria, sendo a primeira intérprete afro-americana com três indicações para os prémios que recompensam a indústria cinematográfica dos EUA, recorde que pertencia a Whoopi Goldberg. A cerimónia de entrega das estatuetas douradas acontece a 26 de fevereiro no Teatro Dolby, em Hollywood, Los Angeles.

A cerimónia organizada pelo Sindicato dos Atores dos Estados Unidos e que distingue o que de melhor se faz em televisão e cinema, não confirmou apenas o favoritismo de Viola Davis. Emma Stone, que ganhou pelo filme ‘La La Land’ (o grande nomeado para os Óscares), Claire Foy, vencedora pela série da Netflix ‘The Crown’, e Sarah Paulson, pela série ‘People vs. O.J. Simpson: American Crime Story’, também saíram vencedoras.

Aqui está a lista dos 13 premiados.

Melhor Elenco em Filme: ‘Hidden Figures’

epa05761041 Janelle Monae (L) and Taraji P. Henson pose with the SAG Award for Outstanding Cast in a Motion Picture award for 'Hidden Figures,'  during the 23rd annual Screen Actors Guild Awards ceremony at the Shrine Exposition Center in Los Angeles, California, USA, 29 January 2017.  EPA/PAUL BUCK

Janelle Monae e Taraji P. Henson, de ‘Hidden Figures’

Melhor Ator: Denzel Washington por ‘Fences’

Melhor Atriz: Emma Stone por ‘La La Land’

Melhor Ator Secundário: Mahershala Ali por ‘Moonlight’

Melhor Atriz Secundário: Viola Davis por ‘Fences’

Melhor Elenco em Série Dramática: ‘Stranger Things’

epa05760852 Finn Wolfard, Gaten Matarazzo, Millie Bobby Brown, Noah Schapp and Caleb McLaughlin, cast members of 'Stranger Things' pose with the SAG Award for Outstanding Performance by an Ensemble in a Drama Series during the 23rd annual Screen Actors Guild Awards ceremony at the Shrine Exposition Center in Los Angeles, California, USA, 29 January 2017.  EPA/PAUL BUCK

Finn Wolfard, Gaten Matarazzo, Millie Bobby Brown, Noah Schapp e Caleb McLaughlin compõem o elenco principal de ‘Stranger Things’, série original da Netflix

Melhor Elenco em Série de Comédia: ‘Orange is the New Black’

Melhor Atriz em Série Dramática: Claire Foy por ‘The Crown’

Melhor Ator em Série Dramática: John Lithgow por ‘The Crown’

Melhor Atriz em Série de Comédia: Julia Louis-Dreyfus por ‘Veep’

Melhor Ator em Série de Comédia: William H. Macy por ‘Shameless’

Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme: Bryan Cranston por ‘All the Way’

Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme: Sarah Paulson por ‘The People vs O.J. Simpson: American Crime Story’

Ana Filipe Silveira