Violência Doméstica. Queixa contra José Castelo Branco já está a ser investigada

Canal online CELEB TV.
José Castelo Branco com Bety Grafstein [Fotografia: Paulo Spranger/Global Imagens]

O Ministério Público (MP) abriu uma investigação sobre alegados crimes de violência doméstica contra a figura do “jet-set” Betty Grafstein por parte do marido, José Castelo-Branco, informou esta sexta-feira, 3 de maio, a Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Confirma-se a receção da denúncia aludida. A mesma deu origem a inquérito que se encontra em investigação na Secção Integrada de Violência Doméstica de Sintra, do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) Regional de Lisboa“, refere a PGR, em resposta a questões da agência Lusa.

O jornal Expresso noticiou que a denúncia deste crime público foi enviada ao MP por profissionais médicos do Hospital da Cuf de Cascais, onde norte-americana Betty Grafstein, de 95 anos, se encontra internada há cerca de duas semanas com uma fratura no fémur e ferimentos no braço esquerdo.

Segundo o jornal, terá sido a própria a contar os incidentes aos profissionais de saúde, alegando que o marido a teria empurrado. O jornal, já citado por outros órgãos de comunicação social, adianta que em causa estarão as queixas de Betty Grafstein de que o “comportamento abusivo (físico e psicológico) é recorrente”.

Segundo a queixa a que o Expresso teve acesso, a idosa estava depois da observação “consciente, orientada, calma e colaborante” com “memória mantida e cognitivamente bem”.

Castelo-Branco já tinha publicado nas redes sociais notícias do internamento da mulher e inclusive uma fotografia da própria, agradecendo as orações e dizendo que estava a melhorar.

Entretanto, José Castelo-Branco já veio desmentir qualquer agressão e dizer que as denúncias de violência doméstica contra a mulher, com quem está casado há quase 30 anos, “são ridículas“.