Violência doméstica: Tribunal condena agressor a viver com a vítima

O Tribunal de Penafiel condenou um homem de 41 anos a pena suspensa de dois anos e um mês de prisão. Uma sentença que será cumprida em casa, com a mulher – com quem mantinha uma relação de 14 anos marcada por insultos e agressões e acusações de obrigatoriedade de manter relações sexuais com ele – e as duas filhas menores. A mesma instância declarou a obrigatoriedade de o agressor se submeter a um tratamento contra a dependência do álcool.

Segundo avança o Jornal de Notícias, na edição impressa desta terça-feira, 12 de junho, o agressor – César Carvalho – tinha já sido condenado, em abril de 2016, a frequentar um programa de apoio psicológico e a submeter-se a tratamento de combate ao alcoolismo, mas tal não bastou. Em junho e já com a situação agravada, a mulher fez nova denúncia.

CB

Imagem de destaque: Shutterstock

Violência doméstica: 2 em cada 3 inquéritos em Lisboa foram arquivados

Violência doméstica aumenta e faz mais de 32 mil vítimas em Portugal