Subir

Willow Smith: “Não é todos os dias que uma rapariga negra é embaixadora da Chanel”

“Por vezes temos de experienciar a dor para construir algo grandioso”. Willow Smith ilustra desta forma a força de Gabrielle Coco Chanel para se lançar, e conquistar, o mundo da alta-costura francesa. No entanto, as palavras que utiliza para recordar Coco encaixam que nem uma luva no seu próprio exemplo. Ainda que seja filha de Will Smith, estrela em Hollywood, Willow é afro-americana e, quando assim é, não há fama que a torne imune ao preconceito racista.

Willow agarrou na imagem que construiu nos Estados Unidos e deu a mão a Karl Lagerfeld para se tornar embaixadora da conceituada marca francesa Chanel. “Não é todos os dias que uma rapariga negra, de 15 anos, se torna embaixadora da Chanel”, afirma ao ‘The Telegraph’. Mais do que marcar presença em desfiles e dar a cara pela marca em campanhas de publicidade, quer mostrar a todas as raparigas que a cor da pele não pode servir para condicionar o seu futuro.

“Conheço muitas raparigas, como eu, que pensam que são feias e não têm lugar no mundo. Quero provar-lhes que isso não é verdade. Se tiverem auto confiança, conseguem alterar a forma como olham o mundo e, a partir daí, começam a ter outra perspetiva sobre as coisas”.

fff

Willow quer mostrar a todas as raparigas que a cor da pele não pode servir para condicionar o seu futuro.

A história de vida de Coco Channel é, para Willow, um exemplo a nunca esquecer e no qual se inspirou para estender a parceria com a casa francesa à luta pela igualdade racial. Depois de ter ouvido dezenas de histórias sobre a criadora, a nova embaixadora da marca não tem dúvidas em afirmar que o sucesso do trabalho de Coco escondia uma “alma torturada”.

“Muitas pessoas não percebem que, por vezes, temos que experienciar a dor para construir uma presença grandiosa no mundo”, desabafa. Coco encontrou “na vida de estilista a melhor forma de aliviar a dor” e, sem adivinhar, transformou o seu nome num símbolo de prestígio da alta-costura francesa.

Com apenas 15 anos, Willow Smith sempre marcou presença em público com um estilo irreverente e foram várias as situações em que os seus pais, Will e Jada Smith, lhe perguntaram: “Tens a certeza que queres usar isso?”. Respondeu sempre com a mesma certeza: “Não importa o que os outros pensam sobre ti, importa, sim, o que pensas sobre ti própria”.

Ana Filipe Silveira