Subir

Zara: Inditex cria fundo de ajuda para trabalhadores lesados pela Bravo Tekstil

A Bravo Tekstil não indemnizou os trabalhadores após ter fechado, já com salários em atraso, em 2016. Para chamarem a atenção para o incumprimento das obrigações legais os funcionários desta fornecedora da Zara, denunciaram a situação nas etiquetas de peças de roupa da marca, numa loja em Istambul.

O departamento de comunicação da Inditex em Portugal já se pronunciou sobre a polémica, garantindo que está a ser criado um fundo para ajudar os trabalhadores lesados.

“A Inditex cumpriu com todas as suas obrigações contratuais com a Bravo Tekstil”, assegurou ao Delas.pt o departamento de comunicação do Grupo. “Neste momento está a trabalhar com IndustriALL, Mango e Next para estabelecer um fundo de ajuda aos trabalhadores afetados pelo desaparecimento fraudulento do proprietário da fábrica Bravo em julho de 2016“, acrescentou. O objetivo da medida passa por “aliviar as consequências económicas que os trabalhadores sofreram, com o encerramento súbito da fábrica. Estamos empenhados em encontrar uma solução rápida para todos os afetados”, concluiu a Inditex.

Imagem de destaque: Shutterstock