Lisbon & Estoril Film Festival homenageia Teresa Villaverde

Teresa Villaverde

Teresa Villaverde é uma das cineastas a quem será dedicada uma retrospetiva na edição deste ano do Lisbon & Estoril Film Festival – LEFFEST.

Uma homenagem “mais que merecida” como disse, esta terça-feira (11 de outubro), no Centro Cultural de Belém, o diretor do festival, Paulo Branco, a propósito da apresentação do programa completo do evento.

No festival, que vai na sua 10.ª edição e que se realiza entre 4 e 13 de novembro, será passada uma retrospetiva integral à obra da realizadora, produtora e argumentista. Um percurso marcado por “uma certa portugalidade” e centrada em temas como “a infância e a adolescência, a inadaptação e a dificuldade de comunicação interpessoal”, descreve a informação no site do LEFFEST.

Considerada um dos nomes mais importantes da geração de realizadores portugueses surgidos nos anos 90, Teresa Villaverde destacou-se com os filmes ‘A Idade Maior'(1991), uma reconstituição do Portugal do início da década de 70 com enfoque na guerra colonial, ‘Três Irmãos’ (1994), que conquistou para Maria de Medeiros o Prémio de Melhor Atriz no Festival de Veneza, e ‘Os Mutantes’ (1998), selecionado para o Festival de Cannes, na secção ‘Un Certain Regard’.

Em 2006, a realizadora dirige o filme ‘Transe’, que retrata a imigração ilegal e o tráfico de mulheres. A longa-metragem foi escolhida para os festivais de Cannes (‘Quinzena dos Realizadores’) e Toronto, consolidando a projeção internacional da cineasta.

Na retrospetiva serão também exibidos os filmes ‘Cisne’ (2011), que reúne temas dos trabalhos anteriores e evocações das suas primeiras obras e da longa-metragem ‘Água e Sal’ (2001), bem como segmentos de obras coletivas em que participou, ‘Visions of Europe’ (2004), ‘Venice 70–Future Reloaded’ (2013) e ‘Pontes de Sarajevo’ (2014). Há ainda para ver o documentário de 2004 sobre o artista Pedro Cabrita Reis, intitulado ‘A Favor da Claridade”.

Além da realizadora portuguesa, que este ano estreia um novo filme – ‘Colo’, com Beatriz Batarda como protagonista -, também Emir Kusturica terá direito a uma retrospetiva, tendo já confirmado a sua presença no festival. O autor de ‘Gato Preto, Gato Branco’, estará presente na ante-estreia do seu novo ‘On the Milky Road’, protagonizado por Monica Bellucci.

Pelo festival vão passar igualmente o realizador Jim Jarmusch, a atriz Anna Karina, para assinalar a retrospetiva dedicada a Jean-Luc Godard, Isabelle Huppert, Marisa Paredes, o poeta sírio Adonis, que vem lançar o livro “O Arco-íris Do Instante”, e o escritor espanhol Enrique Villa-Matas, que lançará “Marienbad Eléctrico”.

Já em matéria de filmes propriamente ditos, a competição da 10.ª edição do LEFFEST será feita com “American Honey”, de Andrea Arnold, “Bangkok Nites”, de Katsuya Tomita, “Christine”, de Antonio Campos, “Dogs”, de Bogdan Mirica, “Elle”, de Paul Verhoeven, “El Futuro Perfecto”, de Nele Wohlatz, “Harmonium”, de Kôji Fukada, “Big Big World”, de Reha Erdem, “Little Men”, de Ira Sachs, “Nocturama”, de Bertrand Bonello, “The Last Family”, de Jan P. Matuszynski, “The Last of Us”, de Ala Eddine Slim, e “Sand Storm”, de Elite Zexer.

O evento, que vai passar por 11 salas e espaços dos concelhos de Lisboa e Cascais, abre com o novo filme de Mel Gibson, ‘O herói de Hacksaw Ridge’, e encerra com a ante-estreia de ‘Animais Noturnos’, do estilista e realizador Tom Ford.

SUBSCREVER

Subscreva a newsletter e receba semanalmente todas as noticias de forma confortável

packshot_site

APP DELAS

Aceda por telemóvel, smartphone ou tablet as notícias, informações, num ambiente atrativo e intuitivo, compatível com o seu equipamento.

Appstore Googleplay

Marcelo define-se como feminista